Oblivion e as quase mil visualizações do blog

Tom Cruise is here

Quando você escreve “diretor de Tron: Legacy” no cartaz de um filme, isso é um convite imediato para o cinema para que eu possa ver um sci-fi épico. E nem um pouco real. Ah, eu chorei com esse filme, sim! Vamos lá.

Oblivion, basicamente, fala sobre uma Terra pós-apocalíptica (com o Morgan Freeman, requisito para ter um filme que relate um meio-que-fim-do-mundo). Não é tão isáifái por causa da existência de humanos e umas coisas que já são meio óbvias, mas os elementos normais do filme acabam aí. Então é sci-fi mesmo. Desculpem. Eu não manjo de filme, não consigo classificá-los tão facilmente.

Voltando ao enredo, a película — oi? — narra a vida de Jack Harper e Victoria (que pode ter um sobrenome e eu nem prestei atenção), dois… Caras da limpeza, como diz o próprio Jack, e que estão na Terra após uma guerra. O que aconteceu é que houve uma disputa, e os humanos ganharam, mas perderam o planeta. Dramatic as hell.

Olhar sedutor pras 9inha

Muitas áreas da Mother Earth estão contaminadas pela radiação, e todos se mandaram pra um dos anéis de Saturno, mas claro que os dois mocinhos ficaram por lá. A função deles é coletar água na Terra, e tinham de permanecer lá por cerca de 1500 dias. O filme começa faltando 2 semanas para o fim desse ciclo, e somos apresentados ao Harper, piloto de uma nave super da hora. Foi aí que percebi o primeiro erro do filme, e não se preocupem, não é algo que vai influenciar no final e eu não estou contando detalhes surpreendentes.

Na tal aeronave do Jack, tem um bonequinho chamado Bob. É um daqueles que você bate a cabeça e ele fica se mexendo, inclusive tem um violãozinho/banjo/sei lá o que, não sou instrumentista na mão dele. Tá aí o que eu não consegui engolir: tentaram fazer o Tom Cruise ficar engraçado falando com um objeto inanimado. Gente da indústria cinematográfica que ocasionalmente parou nesse blog por um erro de digitação, entendam, não tem graça.

Isso acontece todo dia. É o equivalente cômico a contar uma piada da Praça é Nossa e esperar que todo mundo exploda de rir, porque é uma coisa muito elaborada e engraçada. E não vou entrar no mérito de discutir se esse programa é engraçado ou não, justamente por causa da popularidade não tão justificada desse meme brasileiro.

Acho que eu não deveria comentar a reação dos espectadores que estavam no cinema comigo, já que a sala estava relativamente vazia — acho que foi por isso que o filme atrasou, estavam esperando mais gente —. De qualquer jeito, não se surpreenderiam se eu dissesse que ninguém chegou a esboçar um sorriso (como se eu tivesse visto as faces de todo mundo, mas vocês entenderam).

Nossa, isso quase virou um texto paralelo.

Prosseguindo, o filme se passa em um mundo futurista (2077, se querem mais fidelidade aos detalhes da história toda), onde os dois sobreviventes temem os saqueadores, um bando de caras que roubam as coisas (dã) dos humanos. É isso. Não tem como explicar muito bem a história sem dar um spoiler.

Melhor eu cortar o discurso antes que eu conte o final para vocês. Então, vejam Oblivion (ok, eu vi na sexta e UMA SEMANA DEPOIS venho recomendar, mas entendam a minha leseira). Vale a pena, não é um Avengers/Tron: Legacy da vida, mas é legal. E eu chorei.

Anúncios

7 comentários sobre “Oblivion e as quase mil visualizações do blog

  1. Kkkkkkk você é muito espirituosa e eu concordo com tudo que escreveu e acrescento: Tom Cruise você não precisa ser engraçado, seu sorriso já paga o ingresso! Que seu pai não veja esse comentário! Amém!

  2. Gente… Quero muito ver esse filme!!! Muito, muuuuuito, muuuuuuuuito mesmo (acho que deu pra entender no primeiro muito). Concordo demais com a relação inexplicável entre o Morgan Freeman e o fim do mundo, ele tem a cara de filmes apocalípticos e/ou pós-apocalípticos (fiquei na dúvida quanto ao hífen… Whatever). E em relação ao Tom (intimidade é tudo) ele é lindo, pensei gostoso, e faz ótimos filmes de ação, ele manja dessas paradas! Mas me preocupou

  3. Que massa! Me empolgou total! Sábado estarei la vendo esse filme. Parabens pelas colocações, parece uma crítica de cimnema renomada com anos de carreira ;*

  4. O filme é bom mas essa resenha é bem melhor!!! Ah, sobre a blz do Tom tenho certeza que a Sr.a minha esposa Shirlei me acha bem mais bonito do que ele, não é mozão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s